sábado, 31 de dezembro de 2016

ORAÇÃO DO ANO NOVO


Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade, teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro. 
Ao acabar mais um ano, quero te agradecer por tudo aquilo que recebi de Ti. 
Agradeço pela vida e pelo amor, pelas flores, pelo ar, pelo sol e pela chuva, pela alegria e pela dor, pelo que é possível e pelo que não foi. 
Ofereço-te tudo o que fiz neste ano, o trabalho que pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas mãos e o que com elas pude construir. 
Apresento-te as pessoas que ao longo destes meses amei, as amizades novas e os antigos amores, os que estão perto de mim e os que estão mais longe, os que me deram sua mão 
e aqueles que pude ajudar, os com quem compartilhei a vida, o trabalho, a dor e a alegria. 
Mas também, Senhor, hoje quero Te pedir perdão. 
Perdão pelo tempo perdido, pelo dinheiro mal gasto, pela palavra inútil e o amor desperdiçado. 
Perdão pelas obras vazias e pelo trabalho mal feito, perdão por viver sem entusiasmo. 
Também pela oração que aos poucos fui adiando e que agora venho apresentar-te, por todos meus descuidos e silêncios, novamente te peço perdão. 
Estamos começando um novo ano. 
Paro a minha vida diante do novo calendário que ainda não se iniciou e Te apresento estes dias, que somente Tu sabes se chegarei a vivê-los. 
Hoje, Te peço para mim, meus parentes e amigos, a paz e a alegria, a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria. 
Quero viver cada dia com otimismo e bondade, levando a toda parte um coração cheio de compreensão e paz. 
Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios a palavras mentirosas, egoístas ou que magoem. 
Abre, sim, meu ser a tudo o que é bom. 
Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos para que as derrame por onde eu passar. 
Senhor, a meus amigos que lêem esta mensagem, enche-os de sabedoria, paz e amor. 
E que nossa amizade dure para sempre em nossos corações. 
Enche-me, também, de bondade e alegria, para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho possam descobrir em mim um pouquinho de Ti. 
Dá-nos um ano feliz, e ensina-nos a repartir felicidade.
Amém

Autor desconhecido - Mensagem divulgada pela Internet

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Não se vê, sente-se.


"Não se vê, sente-se. Não se mede, não se pesa, não se toca, não se cheira. Sente-se! Aquilo que é realmente importante acontece num plano não palpável. Não visível. É de dentro. É o que transborda sem se ver. É o que nos move. Ou deveria mover."

Antoine de Saint-Exúpery

Fonte: Oásis da Alma

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Seja grato


Lembre-se, se você está criticando, você não está sendo grato. 

Se você está culpando, você não está sendo grato. 

Se você está reclamando, você não está sendo grato. 

Se você está sentindo tensão, você não está sendo grato.  

Se você está apressado, você não está sendo grato. 

Se você está de mau humor, você não está sendo grato.

A gratidão pode transformar sua vida. 

Você está permitindo que coisas pequenas interfiram no caminho da sua transformação e da vida que você merece?



Que a alegria esteja com você,
Rhonda Byrne (Pergaminho do Segredo)
(Tradução: Sandra Barroca) 

blog Vale de Luz


terça-feira, 22 de setembro de 2015

Namastê


"O Deus que habita no meu coração, saúda o Deus que habita no seu coração. Mais radiante do que o Sol. Mais puro que a neve. Mais sutil que o éter. Esse é o Ser, o Espírito Supremo de Deus (conhecido como Paramatma, a diminuta partícula divina) dentro do coração de cada um de nós. Esse Ser está em mim, esse Ser está você. Está em você, e está em tudo. Grandiosa também é a alma, o ser que também habita o coração ao lado do Ser Supremo." 

fonte: Sancritos M.V./ Bhagavad-Gita.

sábado, 15 de agosto de 2015

Para onde vai o Amor que se perde?


PARA ONDE VAI O AMOR QUE SE PERDE?

Um ano antes de sua morte, Franz Kafka viveu uma experiência singular. 
Passeando pelo parque de Steglitz, em Berlim, encontrou uma menina chorando porque havia perdido sua boneca. 
Kafka ofereceu ajuda para procurar pela boneca e combinou um encontro com a menina no dia seguinte no mesmo lugar. 
Incapaz de encontrar a boneca, ele escreveu uma carta como se fosse a boneca e leu para a garotinha quando se encontraram. “Por favor, não chore por mim, parti numa viagem para ver o mundo”. 
Esta foi a primeira de muitas cartas que, durante três semanas, Kafka entregou pontualmente à menina, narrando as peripécias da boneca em todos os cantos do mundo : Londres, Paris, Madagascar…
Tudo para que a menina esquecesse a grande tristeza!
Esta história foi contada para alguns jornais e inspirou um livro de Jordi Sierra i Fabra (Kafka e a Boneca Viajante) onde o escritor imagina como teriam sido as conversas e o conteúdo das cartas de Kafka.
No fim, Kafka presenteou a menina com uma outra boneca. 
Ela era obviamente diferente da boneca original. 
Uma carta anexa explicava: “minhas viagens me transformaram…”. 
Anos depois, a garota agora crescida encontrou uma carta enfiada numa abertura escondida da querida boneca substituta. 
Em resumo, o bilhete dizia: “Tudo que você ama, você eventualmente perderá, mas, no fim, o amor retornará em uma forma diferente”.

~ May Benatar, no artigo “Kafka and the Doll: The Pervasiveness of Loss” (publicado no Huffington Post)

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Oração Celta


Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalente ódio…
Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior…
Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro…
Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida…
Que a música seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo…
Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo…
Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer…
Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz…
Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração…
Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins…
Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa…
Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno…
Que um suave acalanto te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver…
Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável...
Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e a tua passagem pela vida
sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome. Aquele amor que não se explica, só se sente…
Que esse amor seja o teu acalento secreto, viajando eternamente no centro do teu ser…
Que a estrada se abra à sua frente…
Que o vento sopre levemente às suas costas…
Que o sol brilhe morno e suave em sua face…
Que respondas ao chamado do teu Dom e encontre a coragem para seguir-lhe o caminho…
Que a chama da raiva te liberte da falsidade…
Que o ardor do coração mantenha a tua presença flamejante e que a ansiedade jamais te ronde…
Que a tua dignidade exterior reflita uma dignidade interior da alma…
Que tenhas vagar para celebrar os milagres silenciosos que não buscam atenção…
Que sejas consolado na simetria secreta da tua alma…
Que sintas cada dia como uma dádiva sagrada tecida em torno do cerne do assombro…
Que a chuva caia de mansinho em seus campos…
E, até que nos encontremos de novo…
Que os Deuses lhe guardem na palma de Suas mãos…
Que despertes para o mistério de estar aqui e compreendas a silenciosa imensidão da tua presença…
Que tenhas alegria e paz no templo dos teus sentidos…
Que recebas grande encorajamento quando novas fronteiras acenarem…
Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora…
Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres…
Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz!
Aloha!

Claudia Michepud Rizzo

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Os Doze Sinais do Despertar Divino

Os Doze Sinais do Despertar Divino
(Consciência da existência da essência espiritual interior)
De Geoffrey Hoppe e Tobias



1. Dores no corpo, especialmente no pescoço, ombros e costas que se seguem a sensações de permanente sofrimento. Para os autores, isso é resultado de intensas mudanças no nível de DNA, ou seja, no código genético. São mudanças em nível sub-atômico, que se refletem nas células de todos os sistemas orgânicos, mentais, emocionais e espirituais. Tais sintomas tenderão a passar, através de praticas de auto-conhecimento... meditação...

2. Sentimento de profunda tristeza interna sem aparente razão. Você está soltando seu passado (dessa vida, da sua consciência nesse corpo) e de outras (consciência do seu espírito em outros corpos). Esta é a causa do sentimento de tristeza. Isto é semelhante a mudar-se de uma casa na qual você viveu por muitos, muitos anos para uma nova casa. Por muito que você queira mudar-se para uma nova casa, existe uma tristeza por deixar as memórias para trás, energias e experiências da velha casa. Isto também passará com o mesmo trabalho indicado anteriormente.

3. Chorar sem razão aparente. Semelhante ao item 2 acima. É bom e saudável deixar as lágrimas fluírem. Isto ajuda a soltar a velha energia interna. Isto também virá a ser administrado com sua evolução interior.

4. Repentina necessidade de mudança no trabalho ou forma de viver. Um sintoma muito comum. Como você muda, coisas a sua volta igualmente mudarão. Não se preocupe em achar o emprego "perfeito" ou carreira agora. Isto também acontecerá, na medida em que você se centralizar, se harmonizar... Você está em transição e poderá fazer várias mudanças de empregos e de situações de vida até se estabelecer em algumas que caibam na sua paixão.

5. Afastar-se das conexões familiares. Você está conectado com sua família biológica via velho carma (concepção a favor da existência de “situações a resgatar de outras vidas). Quando você sai do ciclo cármico (que, na verdade pode estar ligado a situações desta própria vida), os vínculos das antigas conexões (exemplo: infância) são soltos. Vai parecer que você está afastando-se de sua família e amigos (é um registro em nível espiritual e não consciente). Isto também passará. Depois de um período de tempo, você (e seu espírito) podem desenvolver uma nova conexão com as experiências do passado, se isso for apropriado. Porém, a conexão será baseada na nova energia sem elos cármicos (de culpa, mas de resgate).

6. Padrões de sono pouco comuns. É provável, que você acorde muitas noites entre duas e quatro horas da manhã. Há muito trabalho sendo feito em você, e isso muitas vezes faz você acordar para dar uma respirada". Não se preocupe. Se você não puder voltar a dormir, levante-se e faça alguma coisa. É melhor do que deitar na cama e preocupar-se com coisas humanas. Isto também passará, principalmente com o hábito de meditar antes de dormir.

7. Sonhos intensos. Nestes podem ser incluídos sonhos de guerra e batalhas, sonhos de caçadas e sonhos com monstros. Você está literalmente soltando a velha energia interna, e estas energias do passado são muitas vezes simbolizadas como guerras, corridas para escapar e o "bicho papão". Tal simbolismos acabarão por lhe dar intuições que esclarecerão seus sonhos.

8. Desorientação física. Em tempos você sentirá muito sem chão. Você estará "mudando espacialmente" com a sensação de que você não pode pôr os dois pés no chão, ou que você está andando entre dois mundos. Conforme sua consciência muda para a nova energia, seu corpo algumas vezes "atrasa-se" e "fica para trás", isto é, ele não acompanha. Gaste mais tempo na natureza para ajudar a aterrar a nova energia interior. Isto também passará com uma mudança de postura mental..

9. Aumento da "conversa consigo mesmo". Você encontrar-se-á conversando com seu "Eu" mais freqüentemente. Você de repente perceberá que esteve batendo papo com você mesmo pelos últimos 30 minutos. Existe um novo nível de comunicação tomando lugar dentro do seu ser, e você está experimentando a "ponta do iceberg" com a "conversa consigo mesmo". As conversas aumentarão, e se tornarão mais fluídas, mais coerentes e com mais visões interiores. Você não está ficando maluco. Você é apenas Shaumbra movendo-se para a nova energia (seu espírito, sua essência divina)


10. Sentimentos de solidão, mesmo quando em companhia de outros. Você pode sentir-se sozinho e longe dos outros. Você pode sentir desejo de evitar grupos e multidão. Como Shaumbra, você está percorrendo um caminho sagrado e solitário.Muitas vezes o sentimento de solidão pode lavar à ansiedade, pelas cobranças externas, É difícil, neste tempo, contar sobre isto a outros.Estes sentimentos de solidão estão associados ao fato de seus “guias... mentores... não estarem sempre por perto. Eles estiveram com você em todas as suas jornadas, em todos os cursos de suas vidas. O afastamento deles, por algum tempo acontece para que você ocupe esse espaço com a descoberta da sua própria divindade. Isto também passará. O vazio interior será ocupado com amor e energia de sua própria consciência Divina.

11. Perda da paixão por muitas coisas da vida. Você pode sentir-se totalmente desapaixonado, com pouco ou nenhum desejo de fazer qualquer coisa. Isto está certo, e isto é apenas parte do processo. Pegue este tempo para fazer nada mesmo. Não lute com você mesmo por isso, porque isto também passará. É semelhante a reprogramar um computador. Você precisa fechar por um breve período de tempo para poder carregar com o novo e sofisticado software, ou neste caso, a nova energia da semente espiritual, Divina...

12. Um profundo desejo de ir para Casa. Esta talvez seja a mais difícil e desafiante de qualquer uma das condições. Você pode experimentar um profundo e irresistível desejo de voltar para Casa ( para o seu lugar de origem). Isto não é um sentimento suicida. Não é baseado numa frustração ou raiva. Você não quer fazer um grande negócio disto ou causar drama para você mesmo ou para outros. Tem uma quieta parte de você que sente como se não fosse daqui. A raiz em se que origina isto pode ser bastante simples. Seu ser espiritual já completou suas missões e deseja que vc sinta essa plenitude. Como não se comunica bem com seu espírito,tem uma sensação que não sabe como explicar.

“Shaumbra” significa Família e Amizade Interior profunda.

Direitos de cópia 2001 de Geoffrey Hoppe, Golden,CO. Preparado em colaboração de Tobias do Círculo Carmesim. Por favor, distribua gratuitamente sem propósitos comerciais.
Traduzido por Selma Gentil Ribeiro Gonçalves.
Florianópolis-Santa Catarina.

Adaptado por Denise Conte

domingo, 1 de março de 2015

5 anos no ar


Comemoramos hoje 5 anos no ar e queremos agradecer todo o carinho e atenção daqueles que nos acompanham e incentivam. Obrigado aos quase 7.000 acessos nos mais diversos países como Estados Unidos, China, Portugal, França, Turquia, Malásia e Alemanha entre outros.
Como disse o poeta e dramaturgo francês, Paul Claudel (1868-1955): "Um pouco de luz vence muitas trevas". Assim, tentamos espalhar um pouquinho de luz e esperança e manter nossas chamas brilhando. Se cada um de nós conseguir acender mais uma chama, aos poucos o planeta será plenamente estrelado.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Paixão



Muitas pessoas não percebem quanta paixão elas colocam naquilo que não desejam. 
Quando você fala com amigos e conta a eles tudo sobre uma situação "horrível", você está colocando paixão naquilo que não deseja. 

Quando você reage negativamente a um evento, com a resposta de que ele é "terrível", você está colocando paixão naquilo que não quer. 
Você é um maravilhoso ser apaixonado, então, tenha certeza de dirigir sua paixão com sabedoria.

Que a alegria esteja com você,

Rhonda Byrne

domingo, 1 de fevereiro de 2015

A Mente



"A mente é o seu próprio ambiente. 
E, em si mesma, ela pode fazer do Paraíso o inferno. 
E do Inferno, o paraíso."

John Milton (1608-1674)
poeta, polemista, intelectual e funcionário público inglês

sábado, 20 de dezembro de 2014

Boas Festas!


Que o Espírito de Natal renove nossas esperanças em um mundo melhor. Como disse Malala Yousafzai ao receber o Prêmio Nobel da Paz este ano:


“Por que os países que chamamos de fortes são tão poderosos criando guerras, mas tão fracos para alcançar a paz? Por que dar armas é tão fácil, mas dar livros tão difícil? Por que construir tanques é tão fácil, mas construir edifícios é tão difícil?”


Que Jesus, o aniversariante desta festa, nos ajude neste tarefa de construir um mundo sem preconceitos, um mundo de paz, de amor incondicional e de respeito ao próximo. 
Para todos que nos acompanham desejamos um Feliz Natal e um 2015 com mais "Malalas" no mundo!